Mera-mente humano

Incansável destino que me assola

Ora o desconfio

E me rebate com um desafio

de sua existência.

Espera, pois a metafísica se encarrega.

Sentado no meu caminho serei empurrado?

Errado.

Ficarei empacado.

Quem sou eu

para orbitarem à minha volta?

Se não tem significância

não tem sentido

não tem porquê

não tem.

E cremos na existência deslumbrante

de que somos melhores do que os outros.

Ora essa! Só sua abstração foi mais coerente,

e digamos que teve sorte.

Desmidiatiza
Paradoxo do tempo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fotos recente do Instragram

Instagram did not return any images.

Siga a gente no Instragram

© 2019 Lua de Sofia Blog · Criado por Agência House